NETWORKING NO AMBIENTE CRISTÃO: “NINGUÉM CRESCE SOZINHO”

Praticar networking significa fazer uso de uma rede de relacionamentos sadia que promovam seu crescimento. Há uma frase popular que diz que “ninguém cresce sozinho” e esta costumamos ouvir com relativa frequência, mas poucos realmente a colocam em prática. Da mesma forma, muitas empresas morrem por não fecharem parcerias, por não manterem um bom networking com outros empreendimentos.



Quando nos propomos a fazer um plano de divulgação e crescimento para uma empresa, um dos pontos que verificamos é justamente o fechamento de parcerias que possam alavancar vendas e associar a imagem das marcas de forma positiva. Da mesma forma, quando se trata de pessoas essa questão não muda. Seja você um empreendedor, uma igreja ou mesmo um fugitivo, alguém desprezado pela sociedade, você deve procurar ter uma rede de relacionamentos e praticar networking.

Portanto, não seja orgulhoso ou auto-suficiente, não  pense que possa fazer tudo sozinho. As pessoas e as empresas que crescem, nesse tempo de crise, são pessoas focadas em suas áreas e que podem contar com seus parceiros durante seu processo de desenvolvimento.

Quero tratar desse assunto sob uma perspectiva cristã, mas antes disso gostaria de lhe indicar o site um amigo: Lucas Trigueiro. Ele trabalha com consultoria nessa área (de Networking) e pode lhe ajudar em suas questões pessoais ou empresariais. Além de ser cristão, Lucas Trigueiro é um ótimo profissional e sua experiência poderá lhe acrescentar muito. O site é http://praticandonetworking.com.br . Segue também o canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UC2CYINv-PV7BWzCqZAwUxig . Veja os vídeos e coloque em prática!

NETWORKING NA BÍBLIA: NÃO SUBESTIME SEU IRMÃO

Você já esteve em dificuldades e pensou que ninguém poderia lhe ajudar? Eu já e estava completamente enganado. Ajudar não significa, necessariamente, fazer algo específico. Há pessoas que se sentem ajudadas simplesmente por sua companhia.

Na Bíblia, Davi passou por vários momentos complicados. No livro de I Samuel, capítulo 19, é narrado a história de como Davi começou a ser perseguido pelo rei Saul. O capítulo 22.1-4 diz:

Então Davi se retirou dali, e escapou para a caverna de Adulão; e ouviram-no seus irmãos e toda a casa de seu pai, e desceram ali para ter com ele.
E ajuntou-se a ele todo o homem que se achava em aperto, e todo o homem endividado, e todo o homem de espírito desgostoso, e ele se fez capitão deles; e eram com ele uns quatrocentos homens.
E foi Davi dali a Mizpá dos moabitas, e disse ao rei dos moabitas: Deixa estar meu pai e minha mãe convosco, até que saiba o que Deus há de fazer de mim.
E trouxe-os perante o rei dos moabitas, e ficaram com ele todos os dias que Davi esteve no lugar forte. 1 Samuel 22.1-4

Networking - Davi na Caverna de Adulão - 1658, Claude Lorrain (Barroco Frances)

Networking – Davi na Caverna de Adulão – 1658, Claude Lorrain (Barroco Frances)

Nesse caso, o que Davi fez foi praticar networking. Foi ativada uma rede de relacionamentos de 400 pessoas! Em um momento de dificuldade ele aceitou a ajuda de sua família e de pessoas desprezadas pela sociedade. Da mesma forma, você deve contar com aqueles que te amam, esses são os seu familiares!

Além disso, não devemos desprezar os pequenos, nem aqueles que estão em dificuldade. O texto acima nos fala que “ajuntou-se a ele (Davi) todo o homem que se achava em aperto, e todo o homem endividado, e todo o homem de espírito desgostoso”. Foram essas desprezadas pessoas que Davi liderou. Foram essas desprezadas pessoas que fizeram história junto com Davi. Foram essas desprezadas pessoas que mataram gigantes, perseguiram exércitos e conquistaram nações.

II Samuel, no capítulo 23, narra a história dos famosos soldados de Davi e muitos deles estavam entre esses “desprezados”, que foram segui-lo enquanto fugitivo do rei Saul. Por isso, não despreze ninguém e procure ver o potencial das pessoas. Isso é o que Deus faz conosco!

Jesus fez o mesmos que Davi ao escolher os doze discípulos (Lucas 6.13). Eles não eram o que a sociedade daquela época considerava como exemplo de homens no sentido secular e muito menos religioso, mas em sua maioria foram vitoriosos e cumpriram seu ministério com excelência.

Não devemos subestimar ninguém. Se queremos crescer, devemos entender que todos nós temos capacidades, temos dons e talentos para contribuir em alguma coisa. Assim, devemos procurar seguir o exemplo de Cristo que, mesmo tendo toda capacidade de fazer tudo sozinho, escolheu ser ajudado e confiou responsabilidades a cada um dos doze. Em uma linguagem popular: “Não seja fominha, ninguém cresce sozinho!”. Ou ainda: “Não bata o escanteio e corra para tentar cabecear!”. Ajude os outros e permita ser ajudado!